Image Map
Os OSNIS - Enigmas e Mistérios. F

Header Ads

Os OSNIS



A palavra comum é OVNI, mas uma outra só usada entre os amantes da ovnilogia é referente aos Objectos submarinos não identificados, também conhecidos por OSNI’s.Viajar no espaço é uma coisa e meter-se dentro de água, sofrendo o efeito de altas pressões é outra. A estrutura dos OSNI’s poderá ser bem diferente da dos outros objectos. Tudo leva a crer que assim como nós temos tractores que lavram a terra e carros desportivos descapotáveis para passear, também haverá objectos para cada fim. Não é por isso fiável o emprego dos mesmos objectos para viajar no espaço e para mergulhar na água. Na revista Evidencia OVNI de Puerto Rico vem o relato dum Portorinquenho que foi levado a visitar uma base debaixo da Sierra Bermeja. Esse camponês foi convidado a entrar numa nave e depois viu a nave onde ia dirigir-se para a dita sierra e parece que algo se abriu. Lá dentro dessa base, foi-lhe mostrada diversos tipos de aparelhos, ao que ele perguntou, porque é que o tinham convidado e lhes estavam a mostrar aqueles diferentes tipos de aparelhos?. Os seres que lhe estavam a mostrar aqueles aparelhos responderam-lhe que era para ele ir dizer lá fora o que vira.Podemos pois concluir que existem diversos tipos de aparelhos. No caso do primeiro aparelho que se estatelou em Rosewell, era uma pequena nave com umas pequenas asas que na ponta estavam retorcidas para cima e tinha capacidade para quatro pessoas.Assim diversos incidentes já se verificaram entre eles o celebre dia de 22 de Novembro de 1972, em que a marinha Norueguesa lançou cargas de profundidade contra um suposto objecto não identificado. Essa operação utilizou 24 navios de guerra, diversos aviões de reconhecimento, assim como dois helicópteros britânicos. O próprio ministro da defesa Johan Kleppe dirigiu as operações. A 27 de Novembro a Marinha Norueguesa suspendeu as operações, dizendo que o submarino que se tinha escondido no fiorde de Sogne se tinha escapado. Ora com tantos barcos como deixam escapar um submarino dum fiorde. Lógico que não era um submarino, mas sim um OSNI. A este incidente faz-me lembrar uma profecia de Lobsang Rampa que afirmou que haverá um incidente entre barcos de guerra e um objecto com seres do espaço e verificar-se-á que esses seres são diferentes de nós. Rampa num dos seus livros fala deste incidente e diz que será que os governos que compõem a NATO, esconderam-nos algo.Mas noutras partes da Terra, existem avistamentos com tanta frequência que se torna já banal. No sul da Argentina no golfo de S. Matias e no golfo de San Jorge, respectivamente a 1100 e 2000 Km a sudeste de Buenos Aires, são vistos inúmeros OSNI’s a mergulhar e a emergir.

OSNIS na antiguidade

“Gurkha, voando num rápido e poderoso vimana,
disparou um único projétil
carregado com todo o poder do Universo.
Uma coluna incandescente de fumaça e fogo,
tão brilhante quanto dez mil sóis,
ergueu-se com todo o seu esplendor.
Era uma arma desconhecida,
um raio de ferro,
um gigantesco mensageiro da morte,
que reduziu a cinzas
toda a raça dos Vrishnis e os Andhakas.
Os corpos estavam tão queimados
que não podiam ser reconhecidos.
O cabelo e as unhas caíram;
A cerâmica estilhaçou-se sem causa aparente,
e os pássaros tornaram-se brancos.
… Depois de algumas horas
todos os alimentos estavam infectados…
… para escapar desse fogo
os soldados atiravam-se nos rios
para lavar o corpo e seu equipamento.”

Esses versos foram retirados do poema épico Indiano em sânscrito, intitulado Mahabharata, que significa “ A Grande História da Humanidade”
Não se sabe ao certo quando foi escrito, alguns historiadores datam do século XV a.C, é um dos textos mais antigos da humanidade, O Mahabharata conta a História da disputa dinástica entre dois povos, que culmina em uma guerra de proporções apocalípticas
A palavra VIMANA, que consta no primeiro verso, é do sânscrito, e significa literalmente “nave” ou “aeronave”. Para a maioria dos eruditos hindus, os relatos deste, que é um dos textos sagrados da cultura hinduísta, só puderam ser realmente compreendidos após as tragédias atômicas que devastaram as cidades japonesas de Hiroshima e Nagasaki, no final da Segunda Guerra Mundial.


Um tipo de VIMANA – como no descrito nas escrituras sagradas Hindus


No Ramayana, a epopéia de Rama, outro grande épico da literatura védica, tão antigo quanto o próprio tempo, também são descritos os vimanas, que segundo seus versos podiam voar, andar debaixo d’água e planar no espaço externo.)
Tecnologia do Blogger.